Quarta-feira, 17 de Novembro de 2004
migneco_alla-fonte-1.jpg



.



Não digas nada a ninguém


que eu ando no mundo triste


a minha amada, que eu mais gostava,


dançou, deixou-me da mão;


Eu a dizer-lhe que queria


ela a dizer-me que não


e a passarada


não se calava


cantando esta canção


.


Sim, foi na estrada do monte


perdi o teu grande amor


Sim ali ao pé da fonte


perdi o teu grande amor


.


Ai que tristeza que eu sinto


fiquei no mundo tão só


e aquela fonte, ficou marcada


com tanto que se chorou


Se alguém aqui nunca teve


uma razão para chorar


siga essa estrada


não diga nada


que eu fico aqui a chorar


.


Sim, foi na estrada do monte


perdi o teu grande amor


Sim ali ao pé da fonte


perdi o teu grande amor




.


(Pedro Ayres de Magalhães)



publicado por Lumife às 21:14 | link do post | comentar

1 comentário:
De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 21:57
Palavras para quê! Um dos grandes poetas vivos, e apesar dos Madredeus se terem vulgarizado um pouco (18 anos já é algum tempinho)o homem continua a escrever coisas maravilhosas.lovewilltearusapart
</a>
(mailto:marbm@sapo.pt)


Comentar post