Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2005
el abrazo.jpg"el abrazo"-Picasso



.


Quanto, quanto me queres? - perguntaste


Numa voz de lamento diluída;


E quando nos meus olhos demoraste


A luz dos teus senti a luz da vida.


.


Nas tuas mãos as minhas apertaste;


Lá fora da luz do Sol já combalida


Era um sorriso aberto num contraste


Com a sombra da posse proibida...


.


Beijámo-nos, então, a latejar


No infinito e pálido vaivém


Dos corpos que se entregam sem pensar...


.


Não perguntes, não sei - não sei dizer:


Um grande amor só se avalia bem


Depois de se perder.




.


(António Botto)






publicado por Lumife às 21:27 | link do post | comentar

Post recentes

8-ESPERO

7- BEBIDO O LUAR

6-QUE BOM SERIA...

5-EU NÃO VOLTAREI...

4-SEGREDO

3-A MINHA AMANTE

2-FUMO

1-NÃO ADORMEÇAS...

Ó meu saudoso olhar

...

...

...

...

...

...

Só mais uma vez...

...

...

...

...

Junho 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Agosto 2007

Outubro 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

blogs SAPO
subscrever feeds