Sexta-feira, 25 de Março de 2005
roserotherz.jpg



*


Tirar dentro do peito a Emoção,

A lúcida Verdade, o Sentimento!

– E ser, depois de vir do coração,

Um punhado de cinza esparso ao vento!...



*


Sonhar um verso de alto pensamento,

E puro como um ritmo de oração!

– E ser, depois de vir do coração,

O pó, o nada, o sonho dum momento...



*


São assim ocos, rudes, os meus versos:

Rimas perdidas, vendavais dispersos,

Com que eu iludo os outros, com que minto!



*


Quem me dera encontrar o verso puro,

O verso altivo e forte, estranho e duro,

Que dissesse, a chorar, isto que sinto!!



*


(Florbela Espanca)




publicado por Lumife às 01:20 | link do post | comentar

Post recentes

8-ESPERO

7- BEBIDO O LUAR

6-QUE BOM SERIA...

5-EU NÃO VOLTAREI...

4-SEGREDO

3-A MINHA AMANTE

2-FUMO

1-NÃO ADORMEÇAS...

Ó meu saudoso olhar

...

...

...

...

...

...

Só mais uma vez...

...

...

...

...

Junho 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Agosto 2007

Outubro 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

blogs SAPO
subscrever feeds